Edmilsonpsol

Portal do deputado federal Edmilson Rodrigues | psol

Medida Provisória entrega nossa água para as corporações internacionais, denuncia Edmilson

O deputado federal Edmilson Rodrigues participou nessa semana do programa Câmara Debate, da TV Câmara, para debater a Medida Provisória 868/2018, que altera o marco legal do saneamento básico no país e abre a possibilidade de privatização dos serviços de água e esgoto, deixando a mercê do interesse de empresas privadas um direito humano.

“Vamos fazer todo o esforço para derrotar essa proposta que entrega um bem que é sinônimo de vida. A ONU reconhece o direito à água com um direito humano. Todo ser humano tem que ter acesso à água” afirmou o deputado durante o debate, que contou com a participação do deputado Felipe Rigoni (PSB/ES).

Edmilson ressaltou que ao invés de garantir a universalização da água para a população, essa MP irá passar o controle dos sistemas de água e esgoto do país para as grandes corporações internacionais, o que irá precarizar, ainda mais, a oferta deste serviço essencial e enfraquecer a soberania nacional.

“Todos os processos de privatização, no mundo, estão sendo desmoralizados, e países como Alemanha e França estão reestatizando estes serviços. E aqui, estão querendo fazer o caminho que não está dando certo no mundo. Outro exemplo é Manaus. Lá havia 100 mil pessoas sem água, e depois de 10 anos da entrega do serviço para a empresa francesa Suez, não foi investido em um metro de tubo muito menos em tratamento de esgoto. Hoje, Manaus, possui cerca de 600 mil pessoas sem água”, afirmou o deputado.

Edmilson, que é Doutor pela Universidade de São Paulo (USP), exatamente sobre a questão da apropriação privada dos recursos hídricos do território na Amazônia, tem ressaltado que a escassez da água é produzida, e faz parte de um projeto político. Se o Estado brasileiro quiser, ele investe e garante o direito à água e esgoto.

Confira o debate completo:

Leia também