Edmilsonpsol
Portal do deputado federal Edmilson Rodrigues | psol

MPE deve mediar acordo entre policiais e governo

O procurador geral de justiça Marco Antônio Ferreira das Neves concordou que o Ministério Público do Estado passe a mediar o diálogo entre os policiais civis e o governo do Estado. O objetivo é evitar a greve da categoria, marcada para ter início à zero hora da terça-feira, 26. O anúncio foi durante a reunião com os dirigentes do Sindicato dos Servidores Públicos da Polícia Civil do Estado do pará (Sindpol), realizada a pedido do deputado estadual Edmilson Rodrigues (PSOL). O encontro ocorreu na manhã desta segunda-feira, 25, no gabinete do procurador.

Neves designou a promotora de justiça de Direitos Constitucionais e Fundamentais Maria da Penha Araújo, para atuar na interlocução entre sindicalistas e governistas. Ele revelou preocupação com os possíveis prejuízos que o movimento paredista dos policiais civis possa trazer à sociedade. O presidente do Sindpol, Rubens Teixeira, afirma que a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup) e a Delegacia Geral suspenderam as negociações em abril deste ano. Ainda, segundo ele, a reunião desta segunda-feira com o MPE não será suficiente para impedir a greve, conforme já aprovado em assembleia da categoria.

Na reunião, Edmilson ressaltou as principais reivindicações da categoria, que são a incorporação do abono ao vencimento base da categoria, a exemplo de outras forças da segurança pública estadual; a isonomia no pagamento da gratificação de nível superior, benefício que contempla apenas parte do segmento; a regulamentação da carga horária; e a melhoria das condições de trabalho na capital e no interior do estado.

“Os policiais civis estão ansiosos e tensos. Acreditamos que o diálogo é o melhor caminho para a solução desse impasse”, disse o deputado, apostando que a mediação do MPE e da Assembleia Legislativa do Pará sejam capazes de contribuir para o fim da greve, assim como ocorreu recentemente com os servidores da rede estadual de ensino. O psolista ressaltou que voltará a cobrar uma resposta do Executivo.

Penha anunciou que vai se empenhar: “Vou fazer o que estiver ao meu alcance para fortalecer o pleito de vocês”, disse a promotora na reunião. Edmilson pediu ao procurador-geral que, por meio dos promotores de justiça lotados nas comarcas do interior, ajude a fazer o levantamento da situação das seccionais e delegacias do interior do Estado a fim de atestar as condições de abandono relatadas pelo Sindpol. “Há uma situação estrutural a ser enfrentada pelo governo, havendo greve ou não”, observou o parlamentar.

Leia também